Jovem administrador lança pré-candidatura para a Assembleia Legislativa de Rondônia

0
114

Sérgio Moraes, Vilhenense e administrador de 25 anos anunciou sua pré-candidatura a deputado estadual

Mais um nome surge em Vilhena na intenção de disputar uma das 24 vagas no parlamento legislativo estadual. Trata-se do jovem Sérgio Moraes que está lançando seu nome como pré-candidato a deputado estadual para as eleições desta ano. Apesar da pouca idade, ele sempre buscou participação em projetos sociais, ambientais e de representação estudantil.

Tendo desempenhado neste último funções de presidente e coordenador geral do movimento estudantil da Universidade Federal de Rondônia por mais de dois anos.

O jovem acredita que o progresso está pautado sobretudo na Educação. Que para isso faz-se necessário políticas públicas de incentivo e inclusão.

Enquanto administrador Sérgio possui uma visão política catalizadora, de um estado empreendedor com parcerias público/privado e orientado para a sociedade.

Sérgio destaca a importância da pluralidade de ideias e candidatos no meio político. Crê que a opinião que correlaciona a política e corrupção principalmente nos últimos anos e as caras campanhas tem afastados bons e potenciais nomes das disputas.

Segundo Sérgio a sociedade tem a oportunidade a cada dois anos de afastar quem não trabalhou bem. O poder no Brasil não é hereditário. Faz-se necessário dar oportunidade aos novos.

A Assembleia Legislativa do Estado com seus 24 deputados é a casa do povo e deve ter representações legitimas que busquem os interesses coletivos e não benefícios pessoais. E que se os deputados fossem eleitos de maneira proporcional as regiões do Estado, Vilhena teria no mínimo 4 representantes na Casa de Leis. Que dirá o Cone Sul com seus 159 mil eleitores.

Para finalizar acrescenta que espera provar que é possível fazer uma campanha simples financeiramente e íntegra nos valores éticos, mais competitiva nas ideias e trabalho. E confia que com as pessoas certas Rondônia pode buscar o progresso para seu povo e ser agente da própria mudança.

Assessoria