Polícia Civil prende ex-secretário de Zé Rover e Fausto da Projetus

0
242

O empresário Fausto Moura, proprietário da Projetus Engenharia, MFM soluções ambientais e Reciclam, foi preso no começo da tarde desta segunda-feira, 20 de junho e encontra-se na Delegacia de Polícia Civil de Vilhena, com base no Inquérito Policial – IP 524/2016 – Art. 89 da Lei 8666/93 c/c Art. 69 do CP (4X0 e Art. 299 c/c Art. 69 ambos do CP (2X) – Distribuído por dependência aos autos 1813.75.2016.8.22.0014 que corre na 1ª Vara Criminal de Vilhena.

Junto com Fausto também foi preso e reconduzido à Delegacia de Polícia Civil o ex-secretário de Integração Governamental do município Gustavo Valmórbida, a prisão faz parte de uma nova etapa da Operação Tríade, desencadeada pela Polícia Civil de Vilhena em parceria com o Ministério Público (MP-RO) no dia 10 de junho de 2016 e  ao que tudo indica esta nova fase da Operação pode respingar até no prefeito José Luiz Rover, tendo em vista que foram encontrados documentos onde o mandatário autoriza a execução de obras de pavimentação asfáltica contrariando parecer da Procuradoria Geral do município. Mas, para investigar Rover, as autoridades precisam autorização do Tribunal de Justiça, devido ao foro privilegiado que o mesmo faz jus.

A gota de água para a prisão do empreiteiro foi também a última licitação feita pelo SAAE –Sistema de Água e Esgoto de Vilhena, com vistas na seleção de empresa para o Recolhimento de Lixo na cidade, ele se apresentou com duas firmas a MFM soluções ambientais e a Reciclam, sendo esta última classificada. Há indícios também da participação de outras empresas, só com o fito de evitar que seja descoberto a licitação dirigida.

Fausto já foi incriminado em outros processos onde foram reconhecidos serviços não efetuados de pavimentação asfáltica feito por  Elizeu Lima (SEMAD), que também já está preso e recolhido no presídio local.

Gustavo ficou alguns dias preso em sua residência por força de um Habeas Corpus concedido pelo Tribunal Regional Federal – TRF1 fundamentada com base no princípio da Humanidade, tendo em vista que Gustavo estava passando por problemas de saúde, mas nesta segunda-feira, 20 voltou mais uma vez à cadeia devido a mais um novo inquérito policial. O ex-secretário já foi condenado pela justiça estadual a mais de 76 anos de prisão em janeiro deste ano, ele estava recolhido no presídio de segurança máxima Cone Sul desde a sua condenação pelo juiz de primeiro grau, Adriano Lima Toldo pelos crimes de fraude à licitação, falsidade ideológica, peculato e supressão de documentos.

Operação Tríade – Na primeira fase da Operação Tríade a Polícia Civil cumpriu mandados de prisão contra o secretário de administração, Elizeu de Lima, o ex-secretário de comunicação, José Luiz Serafim, o ex-assessor Nicolau Junior, o ex-chefe de gabinete, Bruno Pietrobon, o advogado Josafá Bezerra e o empresário Rudney Rizzioli, responsável pela empresa Elotech que prestava serviços de informática ao SAAE e à Prefeitura, este último preso em Maringá (PR) e ainda há um mandado de prisão em aberto contra o servidor Miguel Severino Junior.

Folha de Vilhena

Fotos: Carlos Mont Serrate/Rotanews